Saiba como cuidar da garagem do condomínio de maneira efetiva!

A garagem do condomínio pode causar muita dor de cabeça para os síndicos e condôminos, pois esta quando é mal conservada pode prejudicar toda segurança do condomínio, gerando danos na estrutura como infiltrações, e até causar acidentes.

Continue acompanhando este artigo que daremos dicas de como manter a manutenção da garagem do condomínio em dia, e indicaremos quais são as obrigações dos condôminos e síndicos quanto a este tema.

Não esqueça de anotar todas as dicas. Boa leitura!

De quem é a responsabilidade da manutenção da garagem do condomínio?

Primeiramente, é muito importante saber de quem é a responsabilidade da manutenção da garagem. Síndicos ou Condôminos?

Segundo o Especialista em Direito Condominial, Fábio Jogo: “Nos termos do artigo 1.348, V, do Código Civil, o síndico é responsável por zelar pela conservação das partes comuns do condomínio como a garagem”

– Fabio Jogo –

Contudo, a garagem é uma área comum e também de uso particular do morador. Por isso, cada condômino deve preservar a área e saber respeitar as regras impostas para este ambiente de forma que ninguém seja prejudicado.

Infiltrações na garagem, quem é responsabilizado?

Quando é encontrado algum tipo de vazamento no teto da garagem, por exemplo, é necessário que se tome providências imediatas, recorrendo a empresas especializadas que possam resolver o problema.

Dessa maneira, o síndico deve acionar uma empresa e ajudar a apontar a possível origem do vazamento. Quando o vazamento ocorre de maneira “natural” por conta de danos ocorridos pela falta de manutenção, ou por desgaste do tempo, todo o condomínio paga a conta para reparar os danos.

Caso o condomínio não tenha orçamento disponível no momento para cobrir os custos do reparo, o síndico pode cobrar uma cota extra (taxa referente a despesas não previstas) e esta deve ser aprovada em assembleia geral.

E se a causa do vazamento for originada de um dos condôminos?

Essa é uma pergunta muito comum e a resposta é simples:

Como a garagem é um ambiente de uso comum, caso ocorra alguma violação por parte do condômino este terá que responder por seus atos realizando o pagamento da obra para conserto do vazamento em todo o perímetro que houve dano.

O que fazer quando o condômino responsável pelo vazamento se recusar a pagar as despesas?

Em muitos casos os condôminos alegam que não irão realizar o pagamento da obra mesmo quando estes são os responsáveis.

Dessa maneira, é dever do síndico resolver o problema rapidamente, antes que mais vazamentos ocorram na garagem e acarrete ainda mais problemas para o condomínio. Assim, o síndico deve seguir os seguintes passos:

  • O síndico deve notificar o responsável por meio de um comunicado em duas vias.
  • Entregar estas vias ao responsável para que este assine para comprovar que o condômino está ciente do ocorrido.
  • Se o responsável continuar a negar a pagar a obra, será necessário entrar na justiça com uma ação judicial no Juizado Especial Cível para conseguir uma liminar para a indenização do ocorrido.
  • Será enviado um perito para avaliar se realmente o dano foi causado por um condômino, e se for comprovado, o condomínio pode ganhar a indenização.

E quando veículos forem danificados na garagem, quem paga o prejuízo?

Infelizmente quando algum incidente ocorre nas garagens do condomínio como citamos acima, sobre os vazamentos, veículos podem sair danificados e é direito do proprietários recorrer em alguns casos à indenização do veículo:

  1. Caso o veículo for danificado dentro da garagem por queda do teto, vazamentos, problemas de curto-circuito, o condomínio deve cobrir o proprietário do veículo.
  2. Se o veículo foi danificado nas dependências da garagem por um funcionário do condomínio como o manobrista, o condomínio deverá ser notificado e terá que indenizar o proprietário.

    Agora que você já sabe sobre as responsabilidades de todos quanto à garagem do seu condomínio, saiba como mantê-la em perfeitas condições com as dicas abaixo:

Limpeza da garagem

Manter a garagem limpa é essencial para mantê-la conservada, diminuindo os riscos de aparecimento de animais e insetos na garagem, e acidentes como escorregões em pisos que estão sujos de óleo, por exemplo.

Assim, é indicado que a limpeza do piso da garagem seja realizada mensalmente, de preferência em horários que esta esteja menos movimentada. Portanto, pode ser utilizada uma máquina de limpeza seca, tanto para pisos de garagem que já estão impermeabilizados, quanto para pisos de concreto.

Infiltrações no condomínio

Impermeabilização

Infiltrações graves podem danificar severamente a estrutura do condomínio, e para não deixar chegar a este ponto é muito importante que o síndico implemente as manutenções necessárias e inspecione frequentemente estas áreas.

Quando estas são detectadas é preciso realizar a impermeabilização de garagens, principalmente do subsolo, pois é um ambiente propício para a formação de mofos.

Além disso, é indicado que as paredes da garagem sejam construídas a 10 cm do muro de contenção, evitando assim o mofo e não é recomendado construir piscinas e jardins em cima da mesma.

Segurança da garagem

A segurança da garagem do seu condomínio também deve fazer parte dos itens de inspeção e manutenção desta. As câmeras da garagem estão funcionando da maneira devida? As câmeras estão posicionadas de maneira estratégica? O portão da garagem está sincronizado? Existe um vigilante contratado? Este é de confiança?

A lei infere que apenas o condomínio será responsabilizado cobrindo os custos do prejuízo, caso ocorra um furto, roubo ou acidente na garagem, caso algum colaborador esteja envolvido no momento do crime, como um vigia noturno.

Assim, condôminos que tiverem seus carros furtados deverão abrir um BO, e o condomínio os ajudará com imagens de câmeras de segurança e testemunhando o caso para a polícia.

Essa medida é muito controversa, pois para muitos condôminos o condomínio deveria sim ser responsável por indenizar em todas as situações os prejudicados. Já que não é possível, o síndico poderá ter como opção contratar um serviço de cobertura para roubos e furtos.

Assista o vídeo abaixo do canal RR ADVOCACIA RODRIGUES DA SILVA SOCIEDADE e saiba mais sobre as leis de segurança do condomínio.

Sinalização da Garagem

Placa Sinalização Sinalize Velocidade Máxima 10km/h 45X45CM - Elastobor  mobile

Manter a sinalização da garagem em dia também é uma atitude muito importante que faz toda a diferença no dia a dia para evitar acidentes.

Para isso, é necessário checar se todas as sinalizações estão visualmente aparentes para todos os condôminos conseguirem enxergá-las, tanto de dia quanto de noite, como faxais, placas e iluminação.

Realize a troca o quanto antes, caso for diagnostico este problema!

Não use a garagem como depósito

Sabe aquela garagem bagunçada que acaba virando um sótão dos moradores?

Não deixe isto acontecer na garagem do seu condomínio! Comece sendo um exemplo, não acumule lonas, botijões, produtos inflamáveis nesta, pois estes materiais podem atrair animais e gerar acidentes, como incêndios. Portanto, conscientize os condôminos.

Mantenha a garagem do seu condomínio em dia com a manutenção!

Assim, agora que já sabe tudo sobre os direitos e responsabilidades da manutenção da garagem e como realizá-la, siga as nossas dicas e mantenha-a com as manutenções em dia!

Por fim, quer saber mais sobre as diretrizes e novidades do mundo condominial? Então continue lendo o blog da Portaria System.

Notícias que também podem te interessar:

  1. Saiba tudo sobre Administradoras de condomínio
  2. Condomínio mais Sustentável
  3. Como se posicionar em Assembleias de Condomínio

Além disso, conheça o nosso Simulador e saiba quanto custaria uma portaria remota no seu condomínio clicando aqui.